24 abril 2012

E você é o maior bosta que já conheci na vida!


Hoje eu queria te falar que tem coisas que machucam. Te ver feliz, por exemplo. Não, não pense que eu sou uma malvada ou desgraçada ou descarada ou desalmada. Ou talvez pense, pois talvez eu seja tudo isso e mais um pouco. É, talvez. Hoje eu só penso no talvez. Se você não tivesse ido embora talvez as coisas não tivessem chegado a esse ponto, entende? Mas você foi, eu fiquei e junto comigo ficou uma coisa entalada na garganta.Não gosto dessa sensação azeda de coisa mal resolvida. Comigo tudo é muito limpo e exato e você chegou virando minha vida do avesso, me bagunçando, me dando frio na barriga, fazendo minhas pernas tremerem e meu coração desacelerar. É, eu sei que quando a gente se apaixona o coração acelera, o meu fez o caminho contrário, devia ter percebido ali, logo ali que tinha algo errado. Mas não. Fiquei encantada, era puro encanto o que eu sentia por você. Aquele olhar manso e sedutor chegou me convencendo de mansinho que a vida valia mesmo a pena, que você valia mesmo a pena, que você valia cada lágrima besta e salgada que eu engolia noite após noite. Você conseguiu fazer da minha vida o mais lindo paraíso e o mais horrendo inferno. E eu gostei, sabe? Gostei alucinadamente. E ninguém suspeitou, nem eu. Porque devo ter um lado maluco que gosta de sofrer, que gosta de chorar, que gosta de implorar, que gosta de sentir dor, muita dor. Dor é o nome daquilo que você me causava. Mas era como droga, eu gostava, pedia mais, você me dava e aí eu vivia viciada, suja, pelos cantos, caidaça. Ninguém desconfiou. Nem eu.Hoje eu queria te falar que tem coisas que machucam. Te ver feliz, por exemplo. É isso mesmo. Me machuca te ver feliz assim, tão rápido. Você sentiu saudade? Você ainda pensa em mim? Você ainda sonha comigo? Ainda resta alguma coisa? Parece que não, você fica por aí todo sorridente, todo felizinho, como se eu não tivesse existido nenhum dia, nenhuma vez e você existiu aqui e ainda existe dentro de mim todos os dias. É, no mínimo, injusto. Mas a vida não é justa, eu sei, você sabe, nós sabemos e te ver feliz é a pior coisa que podia ter me acontecido. São coisas assim que me dão a certeza de que só eu vivi aquele sentimento.

E VOCÊ É O MAIOR BOSTA QUE JÁ CONHECI NA VIDA!

Clarissa Corrêa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...