25 setembro 2013

Hoje você é barquinho, amanhã você poderá ser águia, tudo depende da sua visão, da sua persistência e, sobretudo da sua FÉ.

 
Era uma vez um menino de família muito pobre, que gostava de brincar com seu barquinho de papel no mar, perto dele sempre brincavam crianças com seus lindos navios de brinquedo super resistentes, seus navios iam mar a fora que perdíamos de vista, mas em um clique no controle remoto, logo estavam eles de volta. O maior sonho do menino pobre, era que seu barquinho chegasse ate o outro lado do mar, coisa que nenhum outro havia conseguido fazer, mas que para ele era impossível, pois o que ele tinha era apenas um barquinho de papel. Quando o menino contava seu sonho as outras crianças, elas zombavam e riam sem parar. Todos os dias ele ia para o mar tentar fazer com que seu barquinho chegasse ao destino tão sonhado, mas todas suas tentativas foram frustradas, diariamente o menino dobrava seus joelhos frente ao mar e pedia a Deus para que realizasse esse sonho tão impossível. Certo dia o menino acordou convicto de que seu barco iria atravessar as fronteiras, confiante lançou sobre o mar seu barquinho, mas as ondas vieram e submergiram seu sonho mais uma vez. Com uma resma de papel ao seu lado ele ia fazendo barquinhos e jogando ao mar, e sempre crendo que um dia iria chegar. Seus ''amigos'' olhando suas tentativas sem sucesso apontavam o dedo e faziam chacotas do menino, dizendo que ele nunca iria conseguir. Ao passar pela praia um senhor alto, de barbas brancas, com uma fisionomia doce e agradável, com uma presença envolvente, chegou ate o garoto e perguntou-lhe:
- O que está fazendo menino?
E então, com lagrimas nos olhos ele lhe respondeu:
- Sei que o senhor também vai rir de mim, mas eu tenho um sonho, e o meu sonho é que o meu barquinho de papel chegue até o outro lado do mar, mas sempre na primeira onda ele afunda. Estou prestes a desistir, é impossível que esse papel chegue ao outro lado.
O senhor então emocionado com aquela cena diz:
- Eu não vim aqui para rir de você, ao contrario, há tempos venho te observando, mas estava esperando o tempo certo de vir ate aqui. Saiba menino que o seu sonho não é impossível, você só esta usando o método errado, quero te mostrar o lado bom de ser um barquinho de papel, simples e humilde, barquinhos de papel são fáceis de ser moldados e logo podemos transforma-lo em coisas maiores e melhores, como por exemplo, um avião, ou ate mesmo em uma águia, certamente se seu barquinho tivesse chegado ao outro lado sua visão seria limitada, você só veria uma parte da grandeza de Deus, mas uma águia, voando lá do alto pode contemplar perfeitamente a grandeza de Deus.
Então o senhor com suas mãos desfaz um barquinho e cria uma águia, e lançando-a ao vento, ela sobe rapidamente seguindo para o outro lado do mar. O menino emocionado de tanta alegria abraça o senhor. O velho então diz ao menino:
- Nunca desista dos seus sonhos, por mais impossíveis que pareçam ser, jamais subestime seu potencial, hoje você é barquinho, amanhã você poderá ser águia, tudo depende da sua visão, da sua persistência e, sobretudo da sua .

Texto Retirado da Página: Um café e um Amor. Quentes, por favor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...